Mudanças entre as edições de "Terceira Guerra Mundial"

3 bytes adicionados ,  Terça-feira às 12h17min
m
sem sumário de edição
m
m
 
===As Sete Taças===
[[Arquivo:7 taças .jpg|thumb|right|300px|]]
Essas são as últimas pragas da ira de Deus, e as piores, mandando o planeta pro beleleu. Quando a primeira taça foi derramada, chagas cruéis e malignas irromperam daqueles que tinham a marca da besta, isso se refere às inúmeras doenças provocadas pela radiação e fome, formas extremamentes dolorosas de morrer. Quando o segundo anjo derrama a taça, os mares e oceanos se transformam em sangue, causando a morte de tudo que vivia no mar, mostrando quando todos os mares forem contaminados pelos futuros efeitos depois do uso massivo de armas nucleares. A terceira taça é despejada, todos os rios e fontes de água potável viraram sangue, mostrando que a radioatividade vai se espalhar por todos os lençóis freáticos, nascentes, lagos e córregos. Quando a quarta taça foi derramada, o sol queimou os homens na terra, e maus sem sem arrepender continuram a blasfemar contra o altíssimo, o "sol" se refere a nuvem tóxica gerada pelas explosões dos ICBMs, já que ela causara queimaduras devido a alta quantidade de urânio. Quando a quinta taça foi jogada, uma poderosa escuridão tomou conta do reino da besta, isso revela que além da nuvem de poeira cobrir tudo, também quer dizer que as pessoas ficarão loucas, tipo um apolapse zumbi, matando qualquer um por desespero, e o caos vai ser generalizado. Quando a sexta taça é despejada, o grande rio Eufrates secou, então o mal juntou todas as suas forças para a batalha do armagedom, onde lutarão contra Deus, e Jesus anuncia a sua vinda, isso mostra que os indivíduos adoradores da besta tentarão derrubar o senhor, matando os fiéis, mas não conseguirão tirar a sua glória. Por último, o anjo derrama a sétima taça, um terremoto global destruiu as cidades do mundo, todas as montanhas e ilhas mudaram de lugar, e foi anunciado: "Está feito!" Isso significa o momento que todos pereceram, acabando de vez com qualquer vida.
 
663

edições